Blog de Notícias

Incêndio em apartamento em que criança morreu no ES foi causado por fiação desgastada, diz laudo

Fogo teve início por volta das 20h do dia 19 de outubro em um dos apartamentos do terceiro andar do edifício localizado na Praia do Canto, em Vitória

O laudo pericial do incêndio ocorrido em outubro em um apartamento da Praia do Canto, em Vitória, aponta que o fogo foi causado por fiação desgastada. Um menino de quatro anos morreu no incêndio.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, foi identificada “uma degradação na fiação do circuito elétrico do quarto identificado como zona de origem das chamas”.

Ainda segundo o laudo da corporação, foi possível identificar que “a causa mais provável de início do fogo teria sido uma anomalia ocorrida após defeito no funcionamento do ventilador de teto, a partir de um travamento do seu eixo, onde, ao continuar tentando manter o funcionamento do motor, o calor gerado pelo circuito ocasionou o foco inicial do incêndio, que passou a consumir os materiais combustíveis existentes no cômodo”.

No entanto, há uma possibilidade, também, de que o incêndio tenha se iniciado no ar-condicionado do quarto.

“Como o equipamento caiu pela janela do cômodo, pode ter dado ignição à cortina ou outro material. Fato constatado é que a fiação do circuito elétrico do local estava degradada e teria gerado as chamas iniciais em um dos dois equipamentos, após sobrecarga”, diz a nota do Corpo de Bombeiros.

Incêndio

O fogo teve início por volta das 20h do dia 19 de outubro em um dos apartamentos do terceiro andar do edifício, na Avenida Rio Branco, uma das principais avenidas do Espírito Santo.

A criança foi retirada de um dos quartos do imóvel em chamas por militares do Corpo de Bombeiros e foi atendida no próprio local por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Em vídeos gravados por pessoas que acompanharam o resgate, foi possível ver o menino desacordado sendo atendido em uma ambulância. Comovidos com a situação, moradores de prédios vizinhos chegaram a fazer uma corrente de oração.

Mesmo com todos os esforços, a criança não resistiu e teve a morte constatada no local.

Seis pessoas estavam no local no momento do incêndio, sendo duas crianças, pai, mãe, avó e babá. As duas crianças estavam dentro de um dos quartos do imóvel no momento em que as chamas se iniciaram.

A mais velha, de seis anos, estava com a babá e pôde ser retirada por ela. Já o menino de quatro anos ficou dentro do quarto e inalou muita fumaça. Familiares não conseguiram socorrê-lo, já que o apartamento foi tomado pelo fogo.

Notícia Anterior
Prédio de Florianópolis é parcialmente interditado após temporal danificar telhado
Próxima Notícia
Síndico não pode contratar o filho para recuperar os créditos da massa falida

Últimas Notícias

Menu
error: Conteúdo Protegido !!
X