Blog de Notícias

Pet em condomínio Síndico obriga moradores a circular com cachorro com colo

Denunciante diz que regra é ilegal e pode levar a ações na justiça

Um episódio que seria corriqueiro acabou virando caso de polícia em Vilhena na noite do último sábado, 30, quando o morador de um condomínio de apartamentos foi impedido de entrar em sua própria residência após sair para passear com o cachorro.

O FOLHA DO SUL ON LINE conversou com o empresário Kleyson Orlando, de 30 anos, cuja firma presta serviços para bancos na cidade, e ele confirmou ter registrado a queixa, acrescentando que irá processar o condomínio onde mora.

O denunciante disse que o síndico do complexo residencial estabeleceu uma regra que só permite a circulação de cachorros se os animais estiverem nos colos de seus donos. Quem estiver andando com o pet na coleira é advertido.

O empresário relata que, após chegar de uma viagem, em companhia de seu cão, tentou sair para que que ele pudesse passear e fazer suas necessidades fora das grades do condomínio. O porteiro chegou a tentar barrá-lo, mas como uma moradora que milita numa ONG de apoio aos animais estava chegando, ele aproveitou e saiu pelo portão.

No retorno, o empresário foi barrado pela porteiro, que segundo ele sofre até ameaças do síndico, que classifica a regra que implantou como “combate” à circulação dos cães.

“Eu tenho até áudio com as ameaças que ele faz aos porteiros, para que eles cumpram essa regra, que aliás é ilegal”, dispara o denunciante.

Como este já é o segundo registro policial dele contra o síndico, pelo mesmo motivo, o empresário diz que está preparando uma ação judicial contra o condomínio. Ele diz que, além de ser abusiva, a determinação não leva em conta o fato de seu cachorro, da raça Chow-Chow, pesar mais de 15 quilos, o que dificulta mantê-lo no colo apenas para sair à rua.

“Vou entrar com a ação por danos morais, e caso eu ganhe, pretendo doar de volta para o próprio condomínio. Pretendo acionar uma assembleia de moradores para que eles saibam que corremos o risco de pagar na justiça pelas ações desse síndico, que é um ditador”, finalizou empresário Kleyson

Fonte: https://tudorondonia.com/

Notícia Anterior
Ação no condomínio só após aprovação de assembleia
Próxima Notícia
Homem incendeia o próprio apartamento e edifício é evacuado na Av. do Estado

Últimas Notícias

Menu
error: Conteúdo Protegido !!
X