Blog de Notícias

Críticas a influencer com Covid, Karina Milanesi circula por condomínio

Ex-colunista do É da Casa, Karina Milanesi rebateu as críticas que recebeu após postar alguns vídeos fora de casa. A influencer digital foi diagnosticada com Covid-19 em 17 de março e, segundo seu relato, ela tomou a a decisão de passear pelo condomínio na última sexta-feira (25), pois não transmitia mais o vírus.

A produtora de conteúdo publicou um vídeo nesta sexta (26) onde pediu desculpas “a quem se sentiu ofendido” pelo ocorrido e afirmou que somente saiu de casa depois do décimo quarto dia de sintomas e, segundo seu médico, ela já não poderia mais transmitir o vírus para ninguém.

“Catorze dias após o início dos nossos sintomas, saímos pelo nosso condomínio de carro e máscara,procuramos um lugar onde não tivesse ninguém ao nosso redor para que a gente tomasse dez minutos de sol em um lugar aberto, como o nosso médico nos indicou”, começa ela.

Para confirmar a história, a jovem publicou um print de uma conversa com a mãe, em que afirma estar com sintomas de Covid-19 desde o dia 12 de março. Assim, quase duas semanas haviam se passado quando ela saiu de casa.

Entenda o caso

Nesta quinta-feira (25), a influencer digital postou uma série de vídeos no Stories onde mostrou estar fora de casa em busca de um lugar próximo à sua residência para fazer exercícios físicos e tomar sol com a família. 

“Aqui onde a gente anda, não ficamos em contato com ninguém. É tudo aberto. A gente também não coloca a mão em nada. Só anda um pouquinho na sombra, senta… Estamos caminhando aí pra uma cura”, disse ela. 

O registro fez com que alguns seguidores ficassem indignados com a ex-É de Casa, já que a produtora de conteúdo e sua família foram diagnosticados com Covid-19. O vídeo repercutiu nas redes sociais e uma conta no Instagram acusou a influencer digital de cometer um crime contra a saúde pública.

“Qualquer pessoa com doença infectocontagiosa assina um termo de responsabilidade de não sair de casa por um prazo determinado até que não haja mais o risco da doença ser transmitida […] e, caso o termo não seja cumprido, o doente comete um crime contra a saúde pública. Desse jeito não tem como deter a pandemia”, comentou Priscilla Rezende, do perfil Desinfluencer. 

De início, Milanesi se desculpou por sua atitude nos seus stories e afirmou que não tinha a intenção de fazer mal a ninguém: “Fazem 15 dias que testei positivo e amanhã confirmarei se o vírus ainda está em mim”, comentou.

Apesar do posicionamento da moça, os seguidores voltaram a atacá-la pela inconsistência da justificativa. Pois, caso ela realmente tenha sido diagnosticada com a doença em 17 de março, no dia em que o vídeo foi publicado apenas sete dias teriam se passado desde resultado do teste. Ou seja, ela ainda poderia colocar alguém em risco.

Assim, Karina voltou às redes sociais em um vídeo onde relatou que a contagem feita para o isolamento começa a partir do primeiro dia de sintomas e não de quando o paciente descobre que tem a doença.

Por fim, ela pediu que as pessoas parassem de atacar a ela e sua família. A ex-colaboradora do É de Casa também afirmou que fez um PCR (os testes que detectam a Covid-19) logo após o corrido e o exame deu negativo.

Notícia Anterior
Condomínio é multado após Vigilância Sanitária flagrar pessoas circulando sem máscara, na Grande Fortaleza
Próxima Notícia
Polícia alerta que síndicos e condomínios podem ser processados por festas com aglomeração em Manaus

Últimas Notícias

Menu
error: Conteúdo Protegido !!
X