Blog de Notícias

Moradores de condomínio na BA esgotam quentinhas de sopa vendidas por homem após ele sofrer ameaça

Izael Menezes, que está desempregado, foi recepcionado pelos clientes sob aplausos e gritos de ‘Olha a sopa’ na noite desta quinta-feira (17), em Salvador. Homenagem aconteceu um dia após deixar o local chorando.

Moradores de um condomínio, que fica no bairro Acupe de Brotas, em Salvador, se organizaram e compraram todo o estoque de quentinhas de sopa de um vendedor ambulante na noite desta quinta-feira (17). Um dia antes, ele sofreu ameaça de um homem, que mora no local e ficou incomodado com a forma que ele gritava para anunciar o produto: “Olha a sopa”.

Segundo informações de moradores do condomínio, o rapaz, que se chama Izael Menezes e está desempregado, encontrou na venda de sopas uma forma de pagar as contas. Ele trabalha na porta do condomínio, de segunda a sexta-feira, e sempre que chega ao local, grita “Olha a sopa”.

“Todo dia, às 18h, ele chega, é uma maior comoção, todo mundo desce para comprar. Ele fala engraçado: ‘Olha a sopa’ pessoal’. Aí o povo desce para comprar”, disse Júlio David, um dos moradores do condomínio.

Foi anunciando a sopa dessa forma que Izael conquistou uma clientela fiel. Entretanto, na quarta-feira (16), um morador apareceu na varanda de um apartamento e mandou ele parar de gritar, ou desceria para bater nele.

“Um morador mais estressado disse que ia quebrar a cara dele. Ele se vira ganhando o dinheiro assim, um pai de família, rapaz jovem. Então isso sensibilizou todos nós”, contou Júlio David.

De acordo com os moradores, com medo, o vendedor saiu do local chorando. A situação logo foi espalhada por quem presenciou o ocorrido. Os moradores então se organizaram em um grupo formado em um aplicativo de mensagens e prepararam uma surpresa para o rapaz.

“Como um vizinho viu ele subindo a ladeira chorando, ficou muito consternado, pegou o telefone dele, jogou no grupo do condomínio e a gente organizou”, detalha Júlio David.

Ao chegar para vender as sopas na frente do condomínio, no começo da noite desta quinta-feira, o vendedor foi recepcionado sob aplausos gritos de “Olha a sopa”.

“Foi a maior festa. Ele vendeu tudo em menos de 20 minutos. Teve gente que fez Pix para ajudar ele”, contou David Júlio.

Após a homenagem, Izael Menezes gravou um vídeo agradecendo a todos que ajudaram ele nesta quinta-feira.

“É um fato isolado, nós sabemos. Nós somos uma família unida, vendemos, porque realmente precisamos e é uma fonte de renda para a gente tirar, porque não temos uma outra pessoa que possa está ajudando a gente”, disse.

“Desde já a gente agradece a vocês. Que Deus abençoe cada um de vocês. Muito obrigado e estamos aí. A gente vende sopa e vende quentinha. Muito obrigado”.

Notícia Anterior
Mulher coloca mesa solidária na entrada do prédio para que moradores da região doem comida
Próxima Notícia
Após Defesa Civil ser acionada, prédio comercial evacuado na Félix da Cunha é liberado

Últimas Notícias

Menu
error: Conteúdo Protegido !!
X