Blog de Notícias

Cachorro preso na varanda Ação frequente pode configurar maus-tratos; entenda

Em sua coluna na rádio BandNews FM, Manu Karsten compartilha a história de uma ouvinte e diz que é preciso observar o comportamento do cachorro – inclusive os dos seus vizinhos! Entenda abaixo:

Eu recebi um e-mail de uma ouvinte, a Marise, que mora na Praia Grande, litoral de São Paulo, no 5º andar de um prédio. E olha só o que a Marise consegue ver do apartamento dela: um cachorro que fica preso na varanda frequentemente.

Ela conta que, frequentemente, os vizinhos mantêm o cachorro preso na varanda. Ele chora e late o tempo todo. Teve até uma ocasião, num final de semana, em que ele ficou a tarde toda, até madrugada, chorando e latindo. 

‘Do meu apartamento, Manu, eu consigo ver a caminha e umas coisas que parecem ser recipientes de água e ração. O barulho, não vou negar, me incomoda, mas fico morrendo de dó do bichinho. Ele late sofrido, é de cortar o coração. Já fui até no prédio dele tentar falar com o morador, mas fui impedida pelo zelador. O que devo fazer?’.

Marise, você usou uma palavra que eu prestei bastante atenção, até sublinhei aqui no e-mail: frequentemente, e isso faz toda diferença do mundo. Que a gente sabe que, uma vez ou outra o cachorro fica na varanda, acho que é até normal. Agora, frequentemente e dado o comportamento do cachorro, que não para de chorar e de latir, isso realmente é de cortar o coração e configura, sim, maus-tratos. 

Pelo comportamento, a gente vê que o cachorro não está nada contente, está infeliz com essa situação. Ele é impedido de conviver com a família e isso configura maus-tratos. Não é só quando batem no cachorro, que a gente pode considerar maus-tratos, mas isso também é. 

E aí, te recomendo o seguinte, Marise: tente de novo conversar, ou então, avise o zelador que se você não conseguir falar com o morador, você vai avisar as autoridades, porque isso não pode acontecer. Eu não consigo entender para que uma pessoa resolve ter um cão, se não vai dar carinho, amor e condições mínimas ao cachorro. Eu não consigo entender! 

Você está certíssima de reclamar e de tentar conversar. Tente de novo ou, então, avise as autoridades, porque isso não está certo e nunca estará certo, né?

Notícia Anterior
Criminosos simulam interesse por apartamento
Próxima Notícia
Policial civil é preso após intimidar vizinhos com pistola em Pouso Alegre, MG

Últimas Notícias

Menu
error: Conteúdo Protegido !!
X