Blog de Notícias

Registros de furtos em condomínios aumentam em Cuiabá e moradores pedem mais segurança

Câmeras de segurança dos condomínios registraram ações

Os registros de furtos em condomínios residenciais aumentaram cerca de 10%, em Cuiabá, nos primeiros cinco meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. A Polícia Civil acredita que esse número pode ser ainda maior, já que muita gente deixa de registrar o boletim de ocorrência.

A ação dos criminosos geralmente é rápida, e não tem hora para acontecer. Em um dos crimes registrados por câmeras de segurança, neste ano, um casal alega ao porteiro que vai visitar um amigo, e entra pela portaria principal do condomínio, no Bairro Verdão, em Cuiabá.

A dupla invade, pelo menos, dois apartamentos e rouba computadores e outros pequenos objetos. Antes de ir embora, ainda tiram uma foto no elevador.

Em outro condomínio, no Bairro Baú, o criminoso chega sozinho. Por uma abertura do portão, ele consegue entrar no estacionamento. O suspeito olha os veículos e procura algo de valor. Em seguida, arromba uma porta e invade a guarita.

“Ele levou uma lavadoura de pressão que estava dentro da guarita. Ficamos apavorados. Gostaríamos que tivessem mais rondas policiais para ficar mais tranquilos em relação a isso”, pontuou a síndica do condomínio, Marines Lemos.

Os três criminosos citados têm fichas criminais extensas por furto. Segundo o delegado Guilherme Bertolo, o trio é acostumado a atacar condomínios.

Um dos suspeitos, inclusive, foi preso no início do mês, mas foi solto durante audiência de custódia, com uma tornozeleira eletrônica.

“O furto qualificado, por ser um crime que é praticado sem violência ou grave ameaça, a Justiça entende que não há necessidade do criminoso permanecer preso. Infelizmente, eles estão soltos e, devido à impunidade, continuam praticando esses furtos”, disse o delegado.

As imagens do circuito interno de outro condomínio, no Bairro Araes, mostram o momento em que o criminoso chega e até agacha para olhar por baixo do portão e ver se encontra algo de valor no pátio do prédio. Ele consegue entrar por uma brecha no muro.

No local, ele furta uma bicicleta. Esse foi o segundo roubo praticado pelo mesmo suspeito, em menos de 15 dias, no mesmo prédio.

“Quero pedir segurança. Que a polícia possa fazer mais rondas no nosso bairro. Fazemos a nossa parte investindo em câmeras, cerca elétrica, mas só isso não basta. Está difícil viver assim”, disse a síndica Helena Silveira.

Notícia Anterior
Devendo condomínio Sérgio Mallandro pode perder imóvel em Angra dos Reis
Próxima Notícia
Alteração de uso da garagem Vagas fixas não exige unanimidade de condôminos

Últimas Notícias

Menu
error: Conteúdo Protegido !!
X