Blog de Notícias

Moradores protestam pedindo reparos estruturais em condomínios de Cascavel

Segundo os moradores, apartamentos apresentam rachaduras, infiltração e pisos soltos que oferecem riscos. Caixa Econômica informou que está providenciando a contratação de uma empresa para realizar melhorias nas áreas privativas

Moradores de condomínios da região norte de Cascavel, no oeste do Paraná, protestaram, nesta quinta-feira (5), reivindicando reparos estruturais nos prédios onde vivem.

Segundo os manifestantes, os apartamentos apresentam rachaduras, infiltração, cerâmicas e pisos soltos, e outros problemas que oferecem riscos aos moradores.

Os apartamentos foram construídos pelo programa Minha Casa, Minha Vida, da Caixa Econômica Federal.

De acordo com o síndico do condomínio Jaborá, Cristiano Machado da Silva, os moradores dos 280 apartamentos entraram na Justiça em 2019, pedindo pelas melhorias nos prédios, mas o processo não andou e precisaram entrar com uma nova ação sobre o caso.

Em 2020, a equipe da Caixa Econômica Federal fez uma uma vistoria nos condomínios e constatou os problemas estruturais. Entretanto, até o momento, os reparos não ocorreram.

“Hoje, após um ano com as vistorias feitas, que eram para acontecer as obras em 60 dias, nós decidimos parar de nos calar e nos manifestar de uma vez por todas, para que a Justiça tome a sua devida função e a Caixa Econômica faça o seu papel”, disse Silva.

Durante o protesto, os manifestantes mostraram faixas pedindo pela resolução do problema e colocaram cruzes no chão.

“Esses cartazes são a nossa voz, que está calada perante o poder público, poder judiciário, as cruzes significam os nossos sonhos que morreram devido a Caixa Econômica Federal ter nos colocado nessa situação, onde o empreendimento não tem condições de moradia.”

O sindico contou ainda que o telhado de um dos apartamentos desabou em julho de 2021 e, por pouco, não atingiu um bebê.

Segundo Silva, alguns moradores se mudaram por causa dos riscos de viver nos prédios.

Os proprietários dos apartamentos esperam que os problemas sejam consertados ou que a Caixa indenize cada um, para que eles possam fazer os reparos.

As reivindicações são dos moradores dos residenciais Jaborá, Silver, Gold, Bronze, Gralha Azul, Riviera, Quebec e Pazinatto.

O que diz a Caixa Econômica?

A Caixa Econômica Federal informou que o Residencial Jaborá foi contratado no âmbito do Programa Minha Casa, Minha Vida e que a construtora responsável pela obra não atendeu as reclamações registradas no programa de qualidade da Caixa.

Por isso, foi providenciada a contratação de uma nova empresa, para reparos nas áreas comuns.

Segundo a Caixa, as melhorias foram iniciadas em 12 de maio de 2021 e estão em execução conforme cronograma.

A instituição disse ainda que está em andamento a contratação de empresa para realizar reparos nas áreas privativas das unidades.

O processo licitatório foi concluído e a assinatura do contrato com a empresa vencedora do certame está prevista para a próxima semana, viabilizando o início das obras.

Notícia Anterior
Condomínio pede que casais façam sexo com menos barulho e gritos em Cariacica
Próxima Notícia
TRT-10 afasta justa causa de vigilante que dormiu no trabalho

Últimas Notícias

Menu
error: Conteúdo Protegido !!
X