Blog de Notícias

Água nos condomínios de SE CRA-SE apoia ato contra forma de cobrança da Deso

O presidente do Conselho Regional de Administração de Sergipe, Adm. Jorge Cabral, participou na noite da última quinta-feira, 3, da reunião do Sindicato de Habitação de Sergipe (Secovi-SE) contra a nova forma de cobrança da Deso sobre as faturas de água nos condomínios. O ato aconteceu no Conviva Coworking, em Aracaju, contando com a participação de dezenas de sindicos.

A nova medida da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) passa a aferir apenas o macro medidor dos condomínios, cobrando o valor global da taxa, deixando a cobrança individualizada para o condomínio. A reunião contou com a presença do presidente do Secovi-SE, Sandoval Júnior; do deputado estadual Georgeo Passos; do diretor jurídico do sindicato, Alexandre Sobral, e do diretor do setor de condomínios do sindicato, Sérgio Andrade.

Demonstrando seu apoio a causa, o presidente do CRA-SE afirmou que a decisão da Deso irá impactar diretamente nos gestores condominiais.

“Vejo no olhar de cada um aqui, um sentimento de angústia e é nesta hora que precisamos nos unir para ganhar mais força. No CRA-SE temos um grupo de excelência de Gestão Condominial e foi assim que soubemos da situação e também recebemos o convite da SECOVI. Como presidente do Fórum dos Conselhos de Classe de Sergipe, Irei conversar com os demais conselhos de Sergipe para que esse tema impulsione ainda mais”, garantiu Adm. Jorge.

Em virtude da portaria nº 02/2022 da Agrese – Agência Reguladora de Serviços Públicos de Sergipe, por ora, estão suspensos os contratos de Adesão realizados entre a Deso e os Condomínios para adoção do regime de fatura único. “No momento a Deso está impedida de seguir com a medida, contudo a qualquer momento a portaria pode ser revogada. Por isso, estamos vigilantes e acompanharemos de perto para impedir que esta mudança seja implementada”, destacou Adm. Jorge Cabral.

O presidente do Secovi-SE, Sandoval Júnior, afirmou que cada condomínio emprega em média de 19 pessoas e com essa nova forma de cobrança terão que cortar custos. “A Deso está impondo aos condomínios essa nova forma de cobrança, onde terão que pagar uma taxa única, sendo que temos macro medidores e micro medidores. Poucos condomínios na Grande Aracaju possuem o macro medidor, assim, as unidades terão uma despesa muito alta para se adequar a essa medida”.

O diretor jurídico do Secovi, Alexandre Sobral, destacou que 1/3 da população sergipana mora em condomínios. “São mais de 1100 condomínios em Sergipe que abrigam mais de 470 mil moradores. O Governo Federal obrigou que a água fosse individualizada há dez anos e agora a Deso vai de encontro a essa medida, sem nenhuma reunião prévia com representantes”, enfatizou.

O deputado estadual George Passos defendeu que caso essa medida seja mantida, a Deso terá que baixar o valor das faturas. “Com essa medida, a Deso não está tendo custos em aferir a água individualizada, já que não vai necessitar enviar funcionário para medir e unidade por unidade dentro dos condomínios, e mesmo assim a conta de água não baixa”, questionou.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

Notícia Anterior
Proposta obriga condomínio residencial a instalar guarita blindada
Próxima Notícia
Maíra Cardi foge há mais de um ano de cobrança por condomínio atrasado

Últimas Notícias

Previsão do Tempo

Menu
error: Conteúdo Protegido !!
X