Blog de Notícias

Ator Guilherme Fontes é processado por dívidas de mais de R$ 300 mil em condomínio no Jardim Botânico

Estrela de televisão trava briga na Justiça para revisão do valor

Protagonista de alguns dos maiores sucessos da TV Globo na década de 90, como “Mulheres de Areia” e a ” A Viagem”, o ator Guilherme Fontes está em maus-lençóis com a Justiça do Rio. Tudo por conta de uma dívida de mais R$ 300 mil que o condomínio Giardino Residence Service, no Jardim Botânico, na Zona Sul, tenta receber do artista.

Segundo informou o jornalista Ancelmo Gois, os débitos tiverem início, de acordo com o Giardino, em 2013, quando Guilherme Fontes já devia R$ 6.983,86 em parcelas vencidas de um flat.

Assim como seu personagem em “A Viagem”, o icônico vilão Alexande, Guilherme Fontes viveu um verdadeiro inferno vendo as dívidas aumentarem durante o período. Por falta de pagamento, o ator perdeu um recurso em segunda instância e hoje, disputa na Justiça uma batalha pelos índices aplicados para a cobrança das cotas condominiais e seus ecargos, como multas e juros.

O condomínio quer que o indicativo de efetivação do débito seja calculado pelo IGPM-FGV (Índice Geral de Preços – Mercado), como prevê a convenção do edifício. Já Fontes que não quita a taxa de condomònio de 2013 a 2019, além de outras dívidas, que acumuladas chegam a R$ 365.851,09, conforme diz o Giardino, pede a impugnação dos cálculos . Ele questiona os valores e pede que seja considerada a UFIR (Unidade Fiscal de Referência) como métrica para atualização dos números.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

Notícia Anterior
Brigas de condomínio Convivência na comunidade era mostrada na TV nos anos 90
Próxima Notícia
Condomínio em SP surpreende e cria praia artificial de 700 metros

Últimas Notícias

Previsão do Tempo

Menu
error: Conteúdo Protegido !!
X