Blog de Notícias

Apartamento de cliente foi atacado após reclamação no iFood

Uma moradora de Niterói, no Rio de Janeiro, teve a janela do apartamento apedrejada, após fazer uma reclamação de uma quentinha solicitada pelo iFood.

A engenheira civil de 27 anos, que pediu para não ter o nome divulgado por segurança, solicitou um prato em promoção no estabelecimento “Tempero com Amor” e após receber a comida, fez uma reclamação no restaurante e no aplicativo sobre a qualidade e quantidade do produto oferecido. “A comida veio péssima”, disse ela, no Twitter.

Em conversa com o UOL, a moradora explicou que após o iFood cancelar o pagamento do prato, ela foi surpreendida com os donos do estabelecimento – um casal – tocando o interfone da casa dela e a ameaçando. Segundo a engenheira, ela realizou o pagamento pelo aplicativo, que seria também o responsável pela decisão de cancelar o repasse do valor.

“Eles estavam agressivos no interfone, falando que vieram cobrar pela comida que recebi e não paguei, me chamando de caloteira, me xingando. Pra mim, até então, a comida estava paga. Paguei online e o estorno do prato só vou receber daqui a dois meses”.

Com medo, a engenheira civil acionou a Polícia Militar. No telefone, a corporação orientou a moradora a não responder aos insultos, desligar o interfone e fechar a janela. As recomendações foram acatadas. No entanto, a cliente acredita que as medidas irritaram mais ainda a dupla que arremessaram pedras na janela dela e da vizinha. Os dois vidros foram quebrados.

Um vídeo gravado na janela da casa da moradora mostra a dupla gritando na porta do prédio dela e atacando o imóvel.

O piso inferior do condomínio também foi danificado e a moradora está arcando com os prejuízos, que somam, até o momento, R$ 500.

“Quando a polícia chegou, eles já tinham ido embora. Conversei com a minha vizinha, ela tem criança em casa. Imagina se alguém tivesse sido atingido? Foi um crime o que eles fizeram. Me coagiram, me difamaram. Todo mundo aqui agora achando que sou caloteira. Não recebi dinheiro nenhum de volta”, afirma ela.

O caso ocorreu na quarta-feira (16), por volta de 14 horas. O prato que motivou o ataque era uma quentinha de contrafilé com fritas, no valor de R$ 20. A engenheira civil fez um boletim de ocorrência online e até o momento não foi chamada na delegacia de Icaraí para prestar depoimento. Ela disse ainda que não teve retorno do iFood sobre o caso e que o restaurante continua ativo no aplicativo.

Procurado pela reportagem, o iFood afirmou que lamenta o ocorrido e que repudia qualquer forma de agressão. “Em relação ao restaurante, o iFood buscou contato desde que tomou conhecimento do episódio, mas sem sucesso. Foi aberto um processo de investigação interno, ainda em andamento, para apurar o caso e o restaurante foi bloqueado”, informou a empresa, em nota.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

Notícia Anterior
Máscaras em condomínio Empreendimentos não podem cobrar uso de moradores e funcionários
Próxima Notícia
Lei determina que condomínios de Jacareí deverão ter carregador

Últimas Notícias

Previsão do Tempo

Menu
error: Conteúdo Protegido !!
X