Blog de Notícias

Justiça do DF Personal trainer que agrediu síndico vira réu

Henrique Paulo Sampaio Campos, de 49 anos, foi denunciado por lesão corporal grave contra Wahby Khalil; caso ocorreu em março deste ano, em Águas Claras, e foi gravado em vídeo. G1 tenta contato com defesa

O personal trainer Henrique Paulo Sampaio Campos, de 49 anos, se tornou réu na Justiça do Distrito Federal por lesão corporal grave contra Wahby Khalil, de 42 anos, síndico de um condomínio em Águas Claras. Henrique agrediu a vítima com um soco, em março deste ano, após uma discussão. O crime foi gravado em vídeo.

A decisão foi proferida na última sexta-feira (20), pelo juiz substituto Wellington da Silva Medeiros, da 2ª Vara Criminal de Águas Claras. O magistrado determinou ainda que Henrique não pode manter qualquer tipo de contato com a vítima ou testemunhas do caso, sob pena de ter prisão decretada.

Diante da denúncia do Ministério Público do DF (MPDFT), o juiz entendeu que estavam presentes os requisitos para receber a denúncia. O g1 tentou contato com a defesa do personal trainer, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Agressões

Imagens de uma câmera de segurança registraram o momento em que o síndico Wahby Khalil, de camisa rosa, conversava com o personal trainer, de camisa preta. Um funcionário do condomínio, também de preto, estava no local.

Os dois discutiam sobre o saco de boxe colocado na academia pelo lutador, que estaria causando rachaduras no teto . Em determinado momento, Henrique ameaçou bater em Wahby, que colocou o braço na frente, para impedir a agressão.

No entanto, em seguida, o personal trainer deu um soco no síndico, que caiu no chão e bateu a cabeça na quina da esteira. As imagens mostram que, mesmo com Wahby caído, o lutador pareceu continuar com as ameaças.

O personal trainer se apresentou na delegacia cinco dias depois da agressão. Ele permaneceu calado e disse que só falaria à Justiça.

Cirurgias

Após a agressão, a vítima foi levada para um hospital particular de Brasília, onde foi encaminhado para a UTI. O síndico teve uma hemorragia cerebral e precisou passar por uma cirurgia de reconstrução dos dentes quebrados pelo personal.

Um mês após o caso, em abril deste ano, Wahby Khalil precisou voltar ao hospital após passar mal. Ele teve uma hemorragia e precisou fazer uma nova cirurgia. A operação durou quatro horas.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

Notícia Anterior
Condomínio de SP é autuado por entalhar imagem em tronco de ipê-roxo
Próxima Notícia
Rachadura faz moradores saírem de prédio e causa susto no DF

Últimas Notícias

Previsão do Tempo

Menu
error: Conteúdo Protegido !!
X